Universo Feminino...

FEMINISMO

BLOG:

POSTS RECENTES
Please reload

MULHERES DO MUNDO UNI-VOS!

No decorrer da história, a função feminina se resumia a reproduzir e cuidar da casa, exercendo a mulher um papel de coadjuvante na família e na sociedade. 

Ao longo dos anos foram inúmeros os desafios para romper uma cultura em que a mulher vivia exclusivamente para desenvolver atividades domésticas, cuidar dos filhos e servir ao marido.

 

Atualmente, apesar do longo processo de desconstrução pelo qual ainda necessitamos passar, dessas ideias e valores incutidos por gerações na personalidade das mulheres e dos homens, presenciamos um novo posicionamento da mulher dentro da sociedade, onde desempenhamos um papel mais presente, ativo e competitivo, portanto, vivenciamos hoje um momento em que os antigos padrões estabelecidos do papel feminino não estão mais funcionando, contudo os novos modelos ainda não estão completamente definidos.

 

 A sociedade atual encontra-se em um momento de transição, o que configura uma excelente oportunidade para que possamos redesenhar as novas bases de atuação da mulher na sociedade e no mundo.  

 

Uma vez derrubadas as barreiras impostas pela sociedade, indo contra a cultura na qual fomos criadas, iniciamos a busca por capacitação, graduação e especialização, garantindo, com isso nosso ingresso no mercado de trabalho. O trabalho fora de casa possibilitou-nos independência, tanto financeira quanto de escolhas, um ganho histórico de direitos e um aumento imensurável de deveres. Deixamos de exercer o papel de coadjuvantes para assumir um lugar na história e passamos a exercer múltiplos papeis dentro da sociedade e do lar.

 

Dentro desta conjuntura, a mulher  empreende a já discutida luta contra o machismo e o racismo de um corpo social que discrimina sua posição e desvaloriza os múltiplos papéis por nós exercidos dentro desta sociedade, onde, inclusive, muitas de nós mulheres somos machistas, ainda que não nos demos conta disso.

Quando a mulher começa a considerar que tudo o que é próprio do feminino é inferior e deve ser desprezado, essa mulher é machista.

Aquele que considera que para prosperar em algum nível na vida tem que se masculinizar e ver o mundo como um homem, estando num corpo feminino ou masculino é machista.

Há que se admitir que a falta de conhecimento e às vezes a falta de referencial na busca pela igualdade, leva muitas mulheres, à priori, a imaginar que devem ser superiores aos homens ou a acreditar que para serem fortes, bem sucedidas e respeitadas, devem agir dentro do padrão masculino vigente, mas isso apenas demonstra o quanto os valores da sociedade patriarcal estão ainda arraigados à consciência das próprias mulheres.

É neste contexto que se erguem os movimentos feministas que vêm muitas vezes sendo mostrados, como movimento de mulheres que almejam ocupar o lugar dos homens, que desejam ser melhores que os homens ou que não precisam de homens para sobreviver e muitos homens se apoiam nesse discurso como desculpa para não exercerem mais o cavalheirismo, a amabilidade e o respeito para com as mulheres, alegando que: Já que ‘elas’ querem se igualar aos homens podem carregar peso, ouvir palavras rudes ou, entre outros, deslocarem de pé nos coletivos - mesmo estando grávidas.

O grande desafio tanto para as mulheres quanto para os homens, no atual contexto social é desenvolver uma nova forma de convivência mútua, onde se possa somar, respeitando e sendo respeitado. O mais importante no cenário que ilustra o papel da mulher na sociedade contemporânea é perceber que homens e mulheres não são inimigos, nem precisam viver nos extremos, são parceiros que devem trabalhar juntos, para a construção de uma nova realidade.

O que não tem ficado claro quando se fala em feminismos e tem se tornado motivo de julgamento e de descrença na legitimidade da causa, por parte dos que ignoram seu verdadeiro significado é que o foco da luta feminina não é a superioridade da mulher em relação ao homem e que o feminismo não é o oposto do machismo, mas sim, de acordo com as palavras de Marlise Matos, um horizonte normativo de um novo pacto civilizatório para a construção de uma sociedade mais justa, com igualdade de direitos, deveres e oportunidades para homens e mulheres, portanto essa construção deve ser travada conjuntamente por ambos os gêneros para que, nesse novo paradigma, possamos conviver com o que temos em comum.

 

Quando os homens se dedicarem a trilhar junto conosco o caminho rumo à nova ordem social, a caminhada se tornará mais suave para ambos, independente dos desafios que encontrarmos nesta jornada.

 

Que os homens do mundo possam unir-se a nós.

                                                                                                                                                 Fabiana Gino.

CONTATOS
ONDE ME ENCONTRAR

e-mail: fabygino@yahoo.com

Páginas Facebook:  @lugardemulhereondeelaquiser01

@arteemdobroartesanatos

 

  Instagram: 

@universo0feminino

@arteemdobroartesanatos

ENVIE-ME UM RECADO
SIGA-ME
  • Facebook Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now