A Deusa ATENA

Universo Feminino...

BLOG:

POSTS RECENTES
Please reload

Discutimos nos textos anteriores sobre a existência, no passado, de um arquétipo único, a Grande Deusa da época matriarcal que foi fragmentada e substituída pelas divindades masculinas, dando inicio a uma fase na qual a inteligência racional masculina suplantou a visceral sabedoria do feminino, que por séculos manteve-se esquecida, com a intuição cedendo lugar à lógica, porém, de acordo com um relato mítico, o poder matriarcal passou todo o tempo sendo gestado nas entranhas do patriarcado e no momento devido germinou sob a forma de uma mulher: A deusa Atena.

DEUSA ATENA

Atena, uma das mais poderosas das doze divindades gregas do Olimpo, considerada deusa da sabedoria, da inteligência, da paz e da guerra - usava toda sua energia combativa para lutar contra o caos e a violência - protetora da vida política, das ciências e das artes. Filha de Zeus com Métis, primeira esposa a qual o deus, temeroso de ter um filho que lhe tomasse o lugar no Olimpo, engoliu, enquanto esta gestava Atena. De acordo com o, citado, relato mítico, Atena nasceu da cabeça de Zeus, já adulta e armada para a guerra.

 

É importante ressaltar que embora fosse uma experiente lutadora, Atena apreciava o lado intelectual da guerra, a estratégia, o planejamento, a justiça e os ideais pelos quais suas guerras eram travadas, diferentemente da guerra física, sanguinária e destrutiva do deus Ares.

O arquétipo de Atena tem a força da lógica, da razão e ensina a importância da estratégia diante de situações de conflito, se identifica com o modelo patriarcal, está sempre pronta para enfrentar os desafios e não se deixa intimidar pelas exigências dos mundos masculino, do conhecimento e do poder.

 

Na sociedade atual, principalmente nas grandes cidades não é difícil identificar as mulheres-Atena. Inteligente, prática, extrovertida e simpática, não se importam muito com a opinião dos outros e transitam com desenvoltura pelo mundo masculino. Gostam de estar bem arrumadas e se vestem de forma prática e versátil. , abominam exercícios físicos e comumente não ‘encontram tempo para adoecer’.

 

A vida afetiva da mulher-Atena em geral desperta a curiosidade das pessoas que não entendem como uma . O que ocorre é que as mulheres ostensivamente influenciadas por esta deusa com frequência assustam os homens, uma vez que, revestidas da ‘armadura de Atena’, tornam-se frias, implacáveis e destruidoras, colocando o homem em situação de inferioridade e fazendo com que se sintam impotentes, fracos e derrotados.

 

Este é o aspecto negativo do arquétipo Atena na mulher Para sobreviver no ambiente hostil de uma sociedade de caráter paternalista, que durante muito tempo proibiu às mulheres o acesso à informação e a diversas carreiras e profissões, ela ressalta a competição e até a rivalidade com os homens, tornando-se dura e dominadora, com tendência a intimidar os parceiros em seus relacionamentos, inibir sua espontaneidade e ‘resfriar’ as expressões sentimentais do outro, podendo aparentar arrogância e frieza em suas relações.

 

Embora aparentemente seu foco seja o poder, na verdade o que as mulheres-Atena buscam é a independência, sendo difícil para elas entenderem porque muitas mulheres precisam de um homem para ser feliz, pois se orgulha do fato de sua felicidade e sucesso não estarem condicionados à presença masculina em sua vida.

 

A mulher-Atena precisa aprender a lidar com seu corpo, com suas sensações e a ouvir seu coração. Para cuidar da ‘menina-Atena’ escondida atrás da armadura de guerreira recomenda-se tudo que estimule seu Dança, terapias corporais, em especial a massagem, arte, música.

 

Comumente carente da figura materna, tendo em vista as características de seu nascimento - da cabeça do pai, já pronta e armada - . Ressaltando que uma mulher-Atena, quando da presença das demais divindades em si, travará uma luta ferrenha para afastar as manifestações emocionais delas, considerando estas manifestações como sinais de fraqueza ou de insanidade e até que tome consciência, será dirigida por desejos muitas vezes antagônicos no interior de seu ser as catástrofes resultantes do convívio de  arquétipos tão divergentes entre si.

Governada por sua energia masculina e seu mental, a mulher-Atena encontrará o equilíbrio de sua vida somente quando desenvolver sua energia feminina e permitir-se ser vulnerável, libertando sua imaginação e criatividade e promovendo assim o melhoramento da sua vida relacional.

Uma vez reconciliada será ela, a mulher-Atena, quem apontará soluções originais para os problemas de educação e de segurança, preservará os valores da cultura e da sociedade e vencerá a injustiça .

 

Aliando sua energia ao amor, a mulher-Atena será capaz de oferecer um dom ilimitado de si mesma e uma vez que, souber reconhecer o poder silencioso deste arquétipo em si, ultrapassará a necessidade de imitar o homem e poderá finalmente, ,

 

Que possamos reconhecer e honrar nossa Atena e através de sua força, em nosso interior, exercer o papel que nos compete na vida na sociedade, e no mundo!

 

Fabiana Gino!

CONTATOS
ONDE ME ENCONTRAR

e-mail: fabygino@yahoo.com

Páginas Facebook:  @lugardemulhereondeelaquiser01

@arteemdobroartesanatos

 

  Instagram: 

@universo0feminino

@arteemdobroartesanatos

ENVIE-ME UM RECADO
SIGA-ME
  • Facebook Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now