BLOG:

POSTS RECENTES

BLOG:

POSTS RECENTES
Please reload

FILOSOFIA

"Ninguém se torna iluminado imaginando figuras de luz, mas sim tornando consciente a escuridão"

                                                      Carl Jung

                                                   

                               Reflexões do dia  - 25/03/2018

Considerações nascidas do estudo do livro: "O Profeta" de Khalil Gibran, Capítulo Sobre a  Razão e a Paixão, conduzido pela moderadora Dolores e discutido mensalmente por alunos e membros da Escola de Filosofia Nova Acrópole.

                                        A Razão e a Paixão

 

A razão e a paixão são dois polos da mesma natureza que quando equilibrada manifesta o amor.

 

O princípio, ou o veículo através do qual a razão se manifesta é o raciocínio e o principio da paixão é a emoção. Razão sem emoção e paixão sem raciocínio são como um pássaro que tenta voar utilizando apenas uma asa.

 

Da mesma forma, um ser humano que se identifica com a razão negando a paixão ou com a paixão negando a razão priva-se das ferramentas que dispõe para tornar sagrada sua humanidade. Agindo puramente com a razão, o raciocínio e a lógica, transforma-se numa máquina e agindo puramente com a paixão, a emoção e o instinto, torna-se um animal.

 

Nenhum de nós É RACIONAL ou É PASSIONAL, todos nós SOMOS HUMANOS e nossas emoções e sentimentos não definem quem realmente somos, são apenas ferramentas a nossa disposição e, portanto, precisamos nos capacitar para saber como e quando utilizá-las. Quando nos rotulamos numa polaridade e negamos a outra, perdemos parte de nós mesmos e deixamos de ser quem somos: Seres humanos de verdade.

 

Tanto a razão quanto a paixão são elementos Divinos que escrevem nossa história e saber utilizá-los é saber nos colocarmos no mundo como quem verdadeiramente somos.

 

O que vivemos na atualidade é uma gangorra de sentimentos, quando a paixão está no alto a razão baixa e quando a razão se eleva quem está embaixo é a paixão, não existe equilíbrio e só será possível alcança-lo quando nos desidentificarmos de ambos, analisá-los de cima, e amorosamente decidirmos qual é o mais propício a ser usado de acordo com o momento vivenciado. Ou seja, não é preciso escolher entre os dois quando podemos usar ambos, desde que saibamos identificar a situação que mais exige um ou o outro.

 

Estamos em processo de crescimento e é essencial que despertemos para nossas limitações e defeitos tanto quanto para nossos valores e virtudes e de posse desse conhecimento, caminhar para o caminho do meio, o que conduz ao equilíbrio e consequentemente ao amor.

 

Amar é o propósito do ser humano, assim como o propósito do sol é aquecer e iluminar e assim como a roseira só pode dar rosas, o ser humano só pode dar um tipo de fruto: o amor, pois o amor é sua essência.

 

...A razão e a paixão são dois polos da mesma natureza que quando equilibrada manifesta o amor...

 

Diante desse desequilíbrio o que falta ao mundo não são recursos, mas sim seres humanos. O que causa a guerra, a fome a violência, não é a ausência de Deus, mas a ausência de seres realmente humanos.

 

'Sagrado é o ato de dar sentido', de tornar respeitável, de resgatar algo da banalidade e trazer para uma posição onde ele tem valor especial e quando o homem desperta para a sacralização de seus valores, virtudes e sabedoria, desperta para sua essência, o AMOR, tornando-se apto a fazer o que se espera dele: Ser Humano, ser verdadeiramente HUMANO.

                                                                            Fabiana Gino

CONTATOS
ONDE ME ENCONTRAR

e-mail: fabygino@yahoo.com

Páginas Facebook:  @lugardemulhereondeelaquiser01

@arteemdobroartesanatos

 

  Instagram: 

@universo0feminino

@arteemdobroartesanatos

ENVIE-ME UM RECADO
SIGA-ME
  • Facebook Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now